HOME

BOOK TAG: A Bela e a Fera

Publicado em 26/03/2017 às 16h59

     Oi, gente. Estou voltando aos pouquinhos a gravar vídeos literários para o YouTube. Então, para começar decidi gravar a book tag desse filme lindo:

Livros citados no vídeo:
Bela: um livro com a capa e com a história bonita - Por lugares incríveis
Fera: um livro com a capa feia, mas com a história legal - Um caso perdido
Lumiére: um livro que acendeu algo dentro de você - Carta de amor aos mortos
Horloge: um livro que você devorou sem sentir o tempo passar - Roube como um artista
Maurice: o livro mais velho da sua estante - Caderno H
Madame Samovar: um livro que te faz sentir aconchego - Isla e o final feliz
Gaston: um livro com a capa bonita, mas que o conteúdo não é tão bom - Os bons segredos
Um livro que se passa na França - Anna e o beijo francês
Um livro que você está ansioso para ser lançado - Confess

Não esqueçam de se inscrever no canal. Beijos ♥

Comentários (4)

LIVROS QUE TRAZEM FELICIDADE

Publicado em 20/03/2017 às 18h46

     Não é a toa que o nome do blog é Fórmula da Felicidade. Quando criei esse espacinho aqui na internet queria muito falar de algo que eu amo e que me faz muito feliz: LER! Hoje, o blog está repleto de algumas outras coisas que me fazem feliz, mas o foco principal ainda são os livros.

     Por isso, hoje (Dia da Felicidade), eu vim indicar para vocês quatro livros que são capazes de deixar qualquer um mais feliz:

1. Ser Feliz é Assim – Jennifer E. Smith

Rainha de escrever livros leves e fofos, a Jennifer realmente sabe como nos deixar nas nuvens  com histórias fluidas e super envolventes. “Ser Feliz é Assim” traz para o leitor algo muito discutido nos dias de hoje: “o que realmente precisamos para sermos felizes?”. Para mim a felicidade está nas pequenas e simples coisas da vida e esse livro fala exatamente sobre isso. Para saber mais sobre a história leia essa resenha.

“Ser feliz é... Ver o sol nascendo no porto. Tomar sorvete num dia de calor. Ouvir o barulho das ondas ali no fim da rua. O jeito como meu cachorro se enrosca perto de mim no sofá. Dar um passeio a pé de noitinha. Filmes legais. Tempestades. Um belo cheeseburger. Sextas-feiras. Sábados. Quartas-feiras, até. Mergulhar a ponta dos pés na água. Calça de pijama. Chinelo de dedo. Nadar. Poesia. A ausência de emoticons num e-mail. E pra você, como é ser feliz?”

2. Coisas bem legais para ser muito feliz – Mr. Wonderful

Esse livro é repleto de mensagens, dicas, lembretes e tudo que possa tornar um dia ou uma vida melhor. É um livro para ter sempre na cabeceira da cama, na bolsa ou em qualquer lugar pertinho para quando tivermos momentos de ócio ou tristeza lermos ele. Garanto que esse livro deixará o seu dia mais feliz e te mostrará que para ser alguém melhor basta começar a praticar pequenos gestos de coisas muito boas.

3. A Receita da Felicidade – Danielle Noce

Esse livro interativo é da fofa Danielle Noce, quase como um Moleskine para levar a qualquer lugar, ele está repleto de receitas deliciosas, dicas de viagem e exercícios de auto-conhecimento, ou seja, repleto de coisas que nos trazem felicidade ou de dicas para tornarmos a nossa vida mais feliz.

“A felicidade está nos mais singelos gestos do nosso dia a dia, no olhar de quem nos ama, no cheiro de bolo pela casa, no balançar do rabo do nosso cachorro e também na descoberta de quem realmente somos”

4. Felicidade Crônica – Martha Medeiros

A Martha Medeiros é a melhor cronista que eu conheço e esse livro é a junção de todas as melhores crônicas de felicidade da carreia dela. Li uma crônica a cada dia e durante o período da leitura, posso dizer que ela trouxe muita reflexão e felicidade para o meu dia-a-dia. Por isso, eu mais que recomendo esse “exercídio diário” para vocês também.

“Essa tal felicidade, mais procurada que bandido de histórias em quadrinhos e filho desaparecido, não mora em um único endereço. Ela tem uma escova de dente em cada lugar”

Espero que essas dicas encham os dias de leitura de vocês de felicidade! Um beijo :)

Comentários (1)

UM LIVRO QUE MUDOU A MINHA VIDA!

Publicado em 19/03/2017 às 18h47

     Tudo começou com uma promoção de e-books na Amazon. Depois de muito tempo na “wishlist”, eu finalmente comprei o “Roube como um artista” do Austin Kleon. Depois de apenas um dia de leitura, eu só posso dizer que esse livro mudou a minha vida.

     Digo isso, pois depois de terminar a leitura, foi como se eu tivesse terminado uma terapia com um psicólogo, e eu explico o porquê: estava em um momento cheio de dúvidas na minha vida e o Austin conseguiu responder à absolutamente todas elas. Vou falar um pouco de algumas, pois talvez muitos de vocês se identifiquem.

     Eu estava deixando de lado algo que eu gostava muito de fazer

     Estava, simplesmente, deixando este blog de lado. E depois de muito tempo sem escrever aqui percebi que era exatamente isso que me faltava. Eu amo escrever, mas estava deixando de lado porque a blogosfera está perdendo cada vez mais a sua força. No livro, o Austin depois que decide ser escritor desiste da música na vida dele e, somente depois de muitos anos, ele percebe o quanto a música fazia falta para ele. E no quanto as duas artes se complementam quando trabalhadas juntas. Por isso, ele me fez acreditar nisso que eu trabalho (e amo)!

“Nós somos talhados e moldados por aquilo que amamos”

“é no ato que criar e de fazer nosso trabalho que descobrimos quem somos”

     Eu estava procrastinando as coisas

     Isso eu já falei bastante aqui. Quantas vezes nós deixamos de fazer coisas úteis que gostamos (como ler, escrever, passear, cantar) e ficamos gastando tempo na frente do celular, por exemplo. O Austin nos fala nesse livro sobre como praticar a procrastinação produtiva, fala para pararmos de dar desculpas pela nossa falta de tempo – podemos fazer aquilo que nós queremos e para isso temos que trabalhar finais de semana, feriados e se realmente acreditarmos e gostarmos daquilo que estamos fazendo, irá ser prazeroso e gratificante no final.

“Não jogue fora nenhuma parte sua. Não se preocupe com um grande projeto ou uma visão unificada do seu trabalho. Não se preocupe com unidade – o que unifica seu trabalho é o fato de que você o fez. Um dia, você vai olhar para trás e tudo fará sentido”

“Estabelecer e manter uma rotina pode ser ainda mais importante do que ter muito tempo”

     Eu estava cansada das cópias pela internet

     Encontrei muitas fotos e resenhas do blog sendo copiadas por aí. Até que li essa frase no livro: “Não se preocupe com as pessoas roubando suas ideias. Se elas são boas, você tem que empurrá-las goela abaixo” e ela me fez pensar que sim, eu posso continuar fazendo meu trabalho, pois se ele é bom o bastante para ser copiado, significa que ele é, primeiramente, bom.

     Eu estava esperando um retorno grande do público

     Quem cria um blog sempre espera pelos comentários. Quando comecei nisso eles eram bem mais frequentes, mas a medida que o tempo foi passando eu percebi uma queda muito grande e isso me fez acreditar que talvez o que eu estava fazendo não fosse bom, mas o Austin me mostrou o contrário. As pessoas não têm tempo para isso. E se eu mesma não tenho, como posso exigir isso de alguém?

“Não é que as pessoas sejam más ou cruéis, elas só estão ocupadas”

    Essas respostas que encontrei foram apenas para a questão do blog na minha vida, mas o Austin também me ajudou (e muito!) com dúvidas da vida pessoal. E, ao final de tudo isso, posso dizer a vocês que esse livro é transformador. É um livro para se deixar na cabeceira da cama e buscar sempre que precisarmos de um impulso para produzir algo realmente bom. É um livro que ao terminarmos a última página, ficamos cheios de vontade de sair porta afora buscando melhorar o mundo. E, para você que ama cantar, pintar, escrever, ilustrar, desenhar, tocar, cantar, ou qualquer coisa que envolva o processo criativo (mesmo que isso seja ser apenas artista da própria vida) – esse livro é uma leitura obrigatória.

     Então artistas, vamos sair roubando por aí? (ao ler esse livro vocês entenderão todo o significado desse roubar)

Comentários (4)

CONHECI O PACÍFICO!

Publicado em 09/03/2017 às 14h37

     Depois de alguns dias "turistando" por Santiago, foi a vez de pegar a estrada e ir à praia (nasci e vivi quase a vida inteira em uma cidade praiana, então só posso dizer que estava morrendo de saudade da brisa do mar e da felicidade que encontramos nesses lugarzinhos encantadores).

     O roteiro era bem simples: íamos pegar um ônibus de Santiago até Viña del Mar,  ficaríamos um pouco em Viña, depois iríamos almoçar em Reñaca e por último assistiríamos ao pôr do sol nas Dunas de ConCón antes de voltar para casa.

Viña del Mar

     Essa cidade é destino de muitos turistas que vêm até o Chile (e não era de se esperar menos, já que a praia é linda!), mas nem só de praia é feita Viña – a cidade também é repleta de restaurantes charmosos e pontos turísticos para tirar aquela “foto da viagem”.

    Nossa primeira parada foi o Relógio de Flores, não irei colocar uma foto aqui porque, sinceramente, não achei nada demais hehe – prefiro as belezas naturais, como a praia, por exemplo.

     Já a praia é linda por si só e; além disso, dava para sentir a felicidade das pessoas em  aproveitar mais um dia de um final de verão.

     Finalmente, conheci o Oceano Pacífico! Decidi entrar na água e no primeiro contato com o mar, já me arrependi instantaneamente. A água é muuuuito gelada :(

Reñaca

     Paramos nessa cidade por um único motivo: comer as famosas empanadas de marisco. E só posso dizer: saudades </3 – porque foi simplesmente a melhor coisa que eu comi desde que cheguei aqui.

     A praia de Reñaca também é linda, só que por o mar ser muito agitado, fica ainda mais difícil de entrar na água.

ConCón e seu pôr do sol inesquecível

     Sabe aqueles momentos que a gente não esquece nunca na vida? Posso só dizer isso de ConCón.

     Começando pelo espetáculo natural que é esse lugar – são dunas perfeitamente desenhadas com uma vista de tirar o fôlego para o mar.

    Sabíamos que ia ser um espetáculo para fechar a viagem; por isso, paramos no mercado e compramos um bom vinho chileno e muitos chocolates para comemorar a vida assistindo ao pôr do sol.

     Para ver um pouquinho mais da viagem é só dar um play aqui:

Gostou do passeio? Se também quiser fazer e tem alguma dúvida é só escrever para mim! ♥

Comentários (1)

show normalcase tsN left fwR|show tsN fwR center|left fwR show|b04 bsd|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwR|tsN normalcase uppercase fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||