HOME

Por Lugares Incríveis - Jennifer Niven

Publicado por Laisa Helena em 13/07/2016 às 18h44

Editora: Seguinte 

Autora: Jennifer Niven

Número de páginas: 336

Classificação: ♥♥♥♥♥

Onde comprar: Amazon / Saraiva / Submarino

Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.

Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.

     Violet Markey acabou de perder a irmã e está enfrentando o luto por inteiro: afastando-se das pessoas; sentindo dor, culpa e muita, mas muita saudade da irmã. Já Theodore Finch enfrenta sua depressão/bipolaridade sozinho, pois é considerado uma “aberração” no colégio em que estuda e, além disso, tem uma família que não se importa muito com ele. O destino dos dois se cruza quando eles se encontram no topo da torre do sino do colégio, prestes a pôr um fim nas suas vidas. A partir desse momento, eles encontram um no outro a chance de ter alguém com quem dividir toda a dor que sentem e se unem para fazer um trabalho de geografia em que conhecerão alguns lugares incríveis. E esse trabalho se torna tudo, menos um simples dever do colégio.

     Que livro incrível! (eu não poderia começar essa resenha, senão com essas palavras) eu li essa história no começo do ano e reli agora novamente e essa leitura é espetacular. A escrita da Jennifer Niven é fluída, leve e inteligente. Ela trata de problemas tão graves, como: bullying, depressão, transtorno bipolar, luto por perda de um ente querido e tentativa de suicídio, de uma forma que nos toca e nos mostra o quanto tudo isso ocorre e muitas vezes não percebemos ou não nos importamos.

     Alguns podem até achar que certas passagens do livro são desconexas e confusas de ler, mas a autora quis nos mostrar exatamente como uma pessoa com esses problemas se sente e, em muitos momentos, eu senti vontade de abraçar o personagem e de poder ajudá-lo.

     Já li vários livros com esses temas, mas a história de Violet e Finch superou qualquer leitura. Pois nenhuma havia me mostrado ainda o quão grave são esses problemas e o quanto nós que estamos de fora precisamos agir. Ajudar quem está com depressão, entender algumas atitudes e, principalmente, não se calar quando vermos algo está diferente com aquela pessoa ou quando assistimos a uma cena de bullying.

     Eu não somente recomendo, mas digo a vocês: esse livro é uma lição de vida, uma leitura obrigatória para qualquer um. Leiam! E aos interessados, na Bienal do Livro de SP, a Jennifer Niven estará aqui no Brasil e poderemos abraçar ela e dizer o quanto ela é brilhante.

     “Isso é relativo. Olha só, eu não acho que está tarde. Eu acho que está cedo. É o início das nossas vidas. O início da noite. O início do ano. Se você parar pra pensar, vai ver que está mais cedo que tarde. – Finch”.

     “Agora tudo que vejo é uma garota morrendo de medo de viver. Vejo as pessoas darem um empurrãozinho de vez em quando, mas nunca forte o suficiente porque não querem contrariar a pobre Violet. Você precisa de um baita tranco, não de um empurrãozinho. Você precisa retomar as rédeas. Ou vai ficar em cima do parapeito que construiu para si mesma pra sempre. – Finch”.

     “Amo meu quarto. O mundo é melhor aqui do que lá fora, porque aqui sou o que eu quiser. Sou uma autora brilhante. Posso escrever cinquenta palavras por dia e nunca fico sem palavras. Sou uma futura aluna de escrita criativa na NYU... Sou destemida. Sou livre. Estou segura. – Violet”

     “Olho para ela longamente. Conheço a vida bem o suficiente para saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora. Me conheço bem o suficiente para saber que ninguém consegue me manter acordado ou me impedir de dormir. Tenho que fazer isso sozinho. Mas, cara, como gosto dessa garota. – Finch”.

 

Quem também leu, gostou? E quem não leu ainda está com vontade? Comentem!

Beijos ♥

Comentários (1)

Como eu era antes de você: opinião sobre o filme

Publicado por Laisa Helena em 19/06/2016 às 17h16

Distribuidor: Warner Bros.

Direção: Thea Sharrock

Duração: 1h50min

Classificação: ♥♥♥♥♥

Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

Li o livro em 2014, por isso, foram dois anos de grande espera. Acompanhei cada divulgação de ator para o elenco, cada mudança de data de estreia (e foram muitas!), cada trailer novo que era divulgado e admito que chorei em todas as vezes em que assisti (haha).

Como eu falei na resenha do livro (vocês podem ler aqui), essa história ganhou o meu coração por todas as mensagens de vida que o Will fez a Lou começar a acreditar. Eu amei tanto isso, pois acredito que uma pessoa entra na vida da outra justamente para mostrar algo que a outra não veria se estivesse sozinha.

Por isso, a Lou foi um presente para a vida de Will e ele para a vida dela. Todo o aprendizado e amor entre eles foi mútuo, sincero e lindo. E ter visto isso no cinema, com esses atores (Sam Claflin e Emilia Clarke) foi algo que ganhou o meu coração por inteiro. Eu já tinha amado essa escolha desde o início, e mesmo se a atuação não fosse boa, eu iria gostar, pois amo esses dois. Mas eles superaram todas as minhas expectativas e foram brilhantes. Eu estava vendo o Will e a Lou ali na telona, com todos os mínimos detalhes das suas personalidades e dos seus jeitos de ser.

A Jojo Moyes ter sido a roteirista desse filme, foi sensacional. O filme está muito fiel ao livro. Alguns acontecimentos ficaram de fora ou foram mudados e apenas de um eu senti falta (o momento da tatuagem, quem leu irá entender), mas isso não foi capaz de estragar o todo que foi essa produção em todas as ótimas escolhas (músicas, cenários, figurinos).

Além de tudo isso, algo foi arrebatador nessa estreia: eu senti absolutamente todos os sentimentos que tive lendo o livro: ri alto, chorei litros e me encantei demais, demais.

Para finalizar: não se deixem contaminar por algumas opiniões medíocres da crítica, que estão levando em consideração somente a obra do filme ou o sucesso que está dando ao livro agora. Leiam o livro e assistam ao filme de coração aberto! Vocês irão amar, essa é uma das histórias mais lindas que eu já li/assisti.

 

Trailer do filme: 

"Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.”

“Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida.

Vocês que leram acharam fiel? Superou as expectativas de vocês? E quem não assistiu ainda está muito ansioso(a)? Comentem, quero saber a opinião de vocês!

Beijos ♥

Comentários (0)

Depois de você - Jojo Moyes

Publicado por Laisa Helena em 12/06/2016 às 18h00

Editora: Intrínseca

Autora: Jojo Moyes

Número de Páginas: 320

Classificação: ♥♥♥♥♥

Onde comprar: Amazon / Saraiva / Submarino

*Se você ainda não leu “Como eu era antes de você” recomendo que não leia essa resenha e sim essa. (Mas depois de ler o livro volta aqui, tá bom?) :)

Com mais de 5 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Como eu era antes de você conta a história do relacionamento entre Will Traynor e Louisa Clark, cujo fim trágico deixou de coração apertado os milhares de fãs da autora Jojo Moyes.
Em Depois de você, Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la.
Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

     Depois da partida de Will, a Lou precisará superar a pior fase da sua vida – terá que encarar todas as fases do luto sozinha. Em “Depois de você”, já se passaram dois anos do primeiro livro. A Lou, agora, trabalha como garçonete em um pub no aeroporto de Londres e depois de viajar pela Europa para tentar diminuir a tristeza e descobrir um sentido para a sua vida, ela enfim decide viver nessa cidade, mas acaba por levar uma vida bem mais ou menos.

     Fui ler esse livro bem ciente de que esse não seria melhor que o primeiro – isso é de fato impossível. Sabia que iria ser uma leitura difícil, afinal é sobre uma história de superação ao luto. Mas mesmo com todas essas precauções em mente, a leitura de decepcionou bastante.

     Isso aconteceu, porque eu gostei do primeiro livro não pelo romance (claro, que eu gostei do romance) – mas o que me encantou em “Como eu era antes de você” foram as mensagens de vida que o Will ensinou e mostrou para a Lou.

    No primeiro livro, a Louisa é uma menina que vive uma vida sem graça – mora em uma cidadezinha parada, tem uma família conturbada, mantém um namoro há anos em que sequer gosta de verdade do namorado. E o Will mostra para ela que a vida pode ser mais do que isso. Ele realçou as qualidades mais importantes e lindas dela; expandiu os horizontes da vida da Lou e mostrou que ela poderia sair da zona de conforto ser quem ela quisesse. E tudo isso é o que faz essa história ser maravilhosa!

     Ficou evidente que esse livro foi feito para os fãs da história terem um pouquinho mais do que aconteceu com a Lou depois de Will. Entendo completamente que é muito difícil se reerguer depois de perder o amor da vida, mas não precisava ser assim o livro todo, entendem? Eu queria ver nesse livro, a Lou pôr em prática um pouco do que Will deixou nela – afinal, ela prometeu que tentaria ser feliz e que viveria intensamente- contudo, eu não vi isso :(

     Claro, que se esse livro não fosse uma continuação, ele seria bem mais empolgante de ler – a história é envolvente e cheia de surpresas. Porém, faltou um pouquinho de conexão com a primeira história e também faltou ser finalizada um pouquinho melhor, porque eu não senti uma evolução admiradora na vida da personagem principal.

     Então, por fim, eu recomendo a leitura para os amantes dessa história. Afinal, todos queremos saber o que acontece na vida dessa personagem tão amada! Mas, vão com cautela, tá bom? Sem grandes esperanças, pois assim, a leitura será bem reveladora.

“...coloquei tudo para fora, e meus problemas saíram flutuando como balões de gás: meu trabalho horrível, meu chefe meticuloso, meu fracasso em seguir em frente. Eu me tornei cheia de vida e alegre”.

“Você não precisa deixar que uma única coisa seja aquilo que define quem você é”.

“Eu não ia parar de chorar por Will, nem de amá-lo, nem de sentir falta dele, mas minha vida parecia ter aterrissado de volta no presente”.

Quem também já leu esse livro? O que acharam? E quem está ansioso para a estreia do filme? Comentem! Beijos ♥

Comentários (0)

Agora, somos uma equipe!

Publicado por Laisa Helena em 03/06/2016 às 15h30

     Oi, gente! Como vocês já devem ter notado existe uma aba nova aqui ao lado de “quem ajuda”. Sim, o blog não será mais escrito só por mim! Comecei a perceber que meu tempo estava curto demais para postar várias vezes aqui, então notei que estava chegando a hora de convidar alguém para dividir isso comigo.

     Conheci a Jéssyca e a Samara em São Paulo, na bienal do livro de 2014. De lá para cá, já fomos juntas na bienal do Rio e sempre conversamos pelas redes sociais, já que nossa distância é um pouquinho grande (eu moro em Porto Alegre e elas no Rio de Janeiro). Mas o mais importante de tudo é que elas dividem e compartilham comigo a mesma paixão: ler.

     Então, hoje, inicia-se uma nova fase do Fórmula da Felicidade e eu estou muito feliz em poder dividir isso com essas duas carioquinhas que eu gosto tanto! E o melhor de tudo isso é que o blog vai ficar cheio de novas resenhas e novas opiniões.

Para conhecer um pouco mais sobre elas é só clicar aqui. E, a partir de agora, vocês observem em baixo do título do post o nome de quem escreveu o mesmo :)

Gostaram da novidade? Eu simplesmente ameei ♥♥

Comentários (0)

show normalcase tsN left fwR|show tsN fwR center|left fwR show|b04 bsd|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwR|tsN normalcase uppercase fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||