Escritor Mario Quintana - Post Especial

Publicado em 05/11/2014 às 11h38

      Hoje, vim falar um pouco sobre um dos meus escritores favoritos: o Mario Quintana. Ele foi um grande poeta gaúcho e viveu praticamente toda a sua vida em Porto Alegre - que sempre foi sua cidade do coração. O que mais me agrada na obra de Quintana é que ele sempre conseguiu expressar a vida cotidiana com uma ironia e um sarcasmo próprios dele, o que me fez perceber outras facetas de certas coisas que muitas vezes me passavam batidas e despercebidas.

      O meu livro favorito dele é “Caderno H”, que reúne textos de poesia e textos em prosa. Antes do lançamento do livro, esses textos eram publicados em um jornal, depois o autor resolveu reuni-los em um livro. Esses "poemas em prosa" apresentam observações do cotidiano, que como eu disse, ilustram o lirismo e o humor que são próprios desse poeta brilhante.

    Alguns dos meus quotes favoritos de “Caderno H”:

“Acidentes

     O despertador é um acidente de tráfego do sono. Mas é um só. Ao passo que durante o dia somos a toda hora sinistrados pelos telefones.” Pág. 61

“O que acontecem com as crianças

     Aprendi a escrever lendo, da mesma forma que se aprende a falar ouvindo. Naturalmente, quase sem querer, numa espécie de método subliminar. Em meus tempos de criança, era aquela encantação. Lia-se continuamente e avidamente um mundaréu de histórias (e não estórias)...Mas lia-se corrido, isto é, frase após frase do principio ao fim.

    Ora, as crianças de hoje não se acostumam a ler correntemente,...

    Exagerei? Bem feito! Mas se essas crianças, coitadas, nunca adquiriram o hábito da leitura, como saberão um dia escrever?” Pág. 66

“Cartaz para uma feira do livro

     Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem.” Pág. 67

“Dos livros

     Há duas espécies de livros: uns que os leitores esgotam, outros que esgotam os leitores.” Pág. 88

“Amizade

    Quando o silêncio a dois não se torna incômodo.” Pág. 114

“Amor

    Quando o silêncio a dois se torna cômodo.” Pág. 115 

"Dupla delícia

     O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado." Pág. 306

"Tempo

     Coisa que acaba de deixar a querida leitora um pouco mais velha ao chegar ao fim desta linha."

    Existem vários outros que eu poderia colocar aqui. “Caderno H” é um daqueles livros que a gente pode deixar sempre na cabeceira da cama e ler partes a cada dia ou quando estamos precisando que Quintana nos traga um pouco de leveza e humor para as nossas vidas.

    A Casa de Cultura Mario Quintana é um dos meus lugares favoritos aqui em Porto Alegre, Quintana viveu 14 anos nesse lugar, que antigamente era o Hotel Majestic e agora é um prédio histórico brasileiro e um centro cultural de Porto Alegre.

Quarto onde o poeta viveu enquanto morava no Majestic. 

Fotos da exposição vinte(ver) no shopping Praia de Belas:

   

Sou encantada por toda a obra de Quintana e acredito que todos devessem conhecer. Espero que vocês tenham gostado!

Beijos ♥

Enviar comentário

voltar para HOME

show normalcase tsN left fwR|show tsN fwR center|left fwR show|b04 bsd|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwR|tsN normalcase uppercase fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||