Quem é você, Alasca? - John Green

Publicado em 16/12/2015 às 20h48

Editora: Intrínseca

Autor: John Green

Número de Páginas: 240

Classificação: ♥♥♥♥♥

Onde comprar: Saraiva / Submarino / Amazon

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez".

     Quem é você, Alasca? conta a história de Miles, um garoto que tem poucos amigos e resolve ir morar longe de casa, em um colégio interno. Isso, porque, quer ir em busca do “Grande Talvez”, o que ele nunca imaginou é que essa mudança iria transformar drasticamente a sua vida. Através dessa busca, ele faz grandes amizades e conhece Alasca Young, uma jovem que com sua personalidade marcante, marca a vida das pessoas que conhece e o mundo por onde passa (um lugar que ela não veio por acaso).

     Esse livro tem uma pitada autobiográfica, já que o John Green também viveu em um colégio interno e isso foi muito importante para a construção da história, pois ao saber como funciona um colégio interno, ele conseguiu tornar a leitura mais real e conseguimos facilmente entrar nesse universo.

     Confesso que nunca fui fã de John Green, já havia lido A culpa é das estrelas e Cidades de papel e não tinha gostado (tanto que não existem resenhas desses livros aqui no blog). O John Green nunca havia me conquistado com a leitura e eu acabei gostando mais das adaptações cinematográficas que dos livros. Mas resolvi dar mais uma chance, pois muitas pessoas falavam bem deste livro. E se sempre disse que ele não havia conquistado meu coração, com Quem é você, Alasca? ele ganhou todo o meu coração.

     Eu simplesmente me apaixonei pelo livro. Eu me envolvi tanto com a história que é como se eu tivesse feito meu ensino médio na Culver Creek! (haha). Os personagens são encantadores, a história é envolvente e deliciosa de ser lida.

     Achei Quem é você, Alasca e Cidades de papel semelhantes, porém em Cidades de papel eu me irritei um pouco com a paixão obsessiva de Quentin por Margo, achei que aquele menino precisava ter um pouquinho de amor próprio, sabe? E que a Margo não merecia tudo que ele fazia por ela. Além disso, a história de amizade em Cidades de papel era bem mais divertida e merecia mais espaço no livro (tanto que isso foi concedido no filme). Já em Quem é você, Alasca?, apesar dessa semelhança, houve o foco merecido na amizade e foi lindo. Por mais que o Miles decidisse rastejar aos pés da Alasca, ela até merecia!

     Ao final da leitura, fiquei com o coração apertado (os que leram já sabem o porquê e os que não leram saberão quando assim fizerem). Mas acima de tudo, descobri um lado fantástico do John Green, descobri que ele escreve brilhantemente sobre amizades e nos faz acreditar nelas. Ele me mostrou duas coisas que nunca esquecerei: a primeira que devemos viver intensamente com o espírito adolescente que sempre vamos ter em nós e, a segunda que não devemos desistir de ler um autor sem conhecer todos os livros dele :)

“Se as pessoas fossem chuva, eu seria uma garoa e ela, um furacão”. Pág. 112

“Assim como Alasca nunca pisava no freio, eu nunca pisava no acelerador. Talvez ela só tivesse uma espécie estranha de coragem, uma coragem que me faltava”. Pág. 199

Quem já leu gostou? E quem ainda não leu tem vontade de ler? Comentem!

Beijos ♥

Enviar comentário

voltar para HOME

show normalcase tsN left fwR|show tsN fwR center|left fwR show|b04 bsd|||news c10 fwB fsN|normalcase uppercase fwB|c10 fwB|login news normalcase uppercase fwR|tsN normalcase uppercase fwB|normalcase uppercase c10|content-inner||